DIÁRIOS DE VIAGEM

#4 - Recuerdo nº 1

Por Juan Ricthelly


Ouvi algumas vezes: "Você é argentino!" "Você é cubano!" "Você na verdade é colombiano!"


Da mesma forma ouvi dizerem para um amigo argentino que ele era brasileiro, em razão da alegria que transmitia.


Não é algo ruim quando alguém de outra nacionalidade te compara às pessoas que vivem em seu país, em razão de alguma característica em comum.


Acho que na verdade, o que estamos tentando dizer de uma maneira muito especial, é que somos seres humanos e temos muito em comum, apesar das diferenças que de fato temos e das que acreditamos ter.


Então, quando ouço alguém me dizer: "Você é isso! Você é aquilo!"


Eu interpreto como: "Você é um ser humano como eu, e de alguma forma que eu não consigo explicar, me vejo em você!"


Assento da janela de algum ônibus qualquer na rodovia entre Mar del Plata e Buenos Aires - 2015

Diários de Viagem. Caderno II.


P.S: Se saudade e nostalgia matassem, eu já teria morrido sei lá quantas vezes.

Sou brasileiro, sou argentino, cubano, colombiano, latino americano, de todas as nacionalidades do mundo, pois sou um cidadão do universo, e acima de tudo, um Ser Humano!


2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo